Roteiro Tailândia

Foram 2 meses de pesquisa intensa até definir as cidades que entrariam no nosso roteiro. Depois mais 2 meses atrás de hotel, passagem e tours que se encaixavam nas datas que definimos.

Aqui neste post você pode consultar todos os hotéis que ficamos, passeio que fizemos e os vôos que compramos para nos deslocar de um lugar para o outro.

Para ajudar, estas são as primeiras definições e pontos importantes para esta viagem:

  1. O mês da viagem é importantíssimo! A época de monções causa muita chuva na Tailândia – no Mar de Andaman (Ko Phi Phi, Phuket) vai de Abril a Outubro, e no Golfo da Tailândia (Ko Samui, Ko Tao) vai de Setembro a Dezembro. Fomos no mês de Outubro, e optamos por não fazer o Golfo por conta disso. As demais cidades enfrentamos chuvas rápidas ao longo do dia e a noite.
  2. Vacina da febre amarela. O certificado internacional é obrigatório para brasileiros; antes da imigração, precisa preencher um formulário no Health control e apresentar o documento (em inglês) para conseguir entrar na Tailândia – a vacina pode ser tomada em qualquer posto público de saúde, e com o comprovante você retira o certificado no Poupa-tempo.
  3. Quais cidades e quantos dias. O quanto antes você definir, mais barato você vai pagar nas passagens aéreas. A Ásia tem empresas low costs que te permitem gastar pouco e ganhar tempo. Pesquisamos diariamente as passagens, e conseguimos uma ótima promoção no trecho Krabi > Bangcoc (pagamos USD 10/passagem).
  4. Não importa o preço – NEGOCIE! Apesar do Real ser mais valorizado que o Baht (arredondando, é só dividir Bahts por 10), dá para conseguir muito desconto pois os tailandeses mega inflacionam o preço dos produtos. Outro ponto muito importante é somente entrar em um taxi ou tuk tuk depois de negociar o valor ou combinar de usar o taxímetro – você pode arrumar brigas feias por causa de mal entendidos como este.
  5. Horários para beber. Em algumas cidades, os mercados vendem bebida alcoólica somente a partir de determinado horário. Em Bangcoc não vendiam antes das 11hs e em Chiang Mai somente a partir das 17hs.
  6. O tamanho e peso da sua mala. Você vai viajar para um lugar MUITO quente. Além de um casaquinho de frio, escolha roupas leves e use muito chinelo (você precisa entrar descalço nos templos, ir de tênis não facilita muito). Até mesmo porque nas praias, é biquini, sunga e bermuda – as nossas malas pesavam 7kgs cada uma, e não tivemos que despachar em nenhum vôo.

Este é o mapa do Roteiro básico; as principais cidades que visitamos.

Neste mapa, estão as praias e ilhas que fizeram parte do nosso roteiro.

Do roteiro inicial para o realizado, a única mudança foi que deixamos de ir até Ko Lanta, pois algumas pessoas comentaram que não era muito diferente de Phi Phi – e por ser baixa temporada, estaria bem vazia. Estes dias, compensamos aumentando a nossa estadia em Phi Phi, pois nos apaixonamos pela ilha!

roteiro

E estes são os hotéis que nos hospedamos ao longo da viagem – eu fiz todos os comentários no Tripadvisor, Booking e Expedia, mas resumidamente segue aqui:

> BANGKOK: Rambuttri Village – Recomendo. Próximo à Khao San Road, mas longe o suficiente do barulho. Ar condicionado funcionando bem, chuveiro bom e piscina na cobertura. Não fechamos com café-da-manhã na chegada, mas na volta incluímos e valeu bem a pena. Próximo de bares e restaurantes. Dependendo do prédio tem elevador, e alguns quartos não incluem o frigobar. Eles exigem um depósito caução de THB 1000, que você retira no check-out.

> CHIANG MAI: Baan Montien – Super Recomendo. Melhor hotel da viagem, o café-da-manhã é servido na cobertura, que tem vista espetacular. Os quartos têm uma decoração de super bom gosto, próximo de restaurantes e da muralha da cidade. Não tem piscina nem elevador, mas o chuveiro é ótimo e o ar condicionado funciona super bem. O quarto possui frigobar para uso livre.

> RAILAY: Sand Sea Resort – Super Recomendo. Fica à beira-mar, piscina com borda infinita. Quarto um pouco antigo com cheiro de mofo, porém é bem bonito. Fica do lado mais bonito de Railay, e ao mesmo tempo é bem próximo dos bares e restaurantes. O café-da-manhá é bem completo e no quarto tem frigobar disponível.

> KO PHI PHI: PP Charlie – Recomendo, com ressalva para o atendimento e os prováveis golpes que podem aplicar em você. Fica à beira-mar, a piscina é de borda infinita e o café-da-manhã é fenomenal (o melhor da viagem). Próximo das festas na praia, mas suficientemente longe para dormirmos sem barulho. Fica próximo à rua dos restaurantes. A recepção fica bem longe de alguns quartos, assim como a piscina. Eles exigem um depósito caução de THB 1000, que você retira no check-out; li mais de um relato de pessoas reclamando de golpes portanto melhor ficar esperto. Existem itens a venda no frigobar, e uma cerveja sumiu na última noite que ficamos lá – tivemos que brigar muito para eles não cobrarem pela cerveja que não bebemos.

> KRABI: Lada Krabi Residence – Super Recomendo. A princípio achamos que seria uma furada, mas o quarto é super novo, tem elevador e o ar condicionado funciona super bem. Fica próximo de restaurantes e do night Market. Não tem café-da-manhã mas o atendimento é ótimo e tem frigobar.

Estes são os vôos que pegamos para fazer os percursos internos:

  • Bangcoc (DMK) > Chiang Mai (CNX) – Air Asia R$ 222,05 (2 passagens, já com taxa de IOF do cartão)
  • Chiang Mai (CNX) > Krabi (KBV) – Air Asia R$ 698,57 (2 passagens, já com taxa de IOF do cartão)
  • Krabi (KBV) > Bangcoc (DMK) – Thai Lion Air R$ 72,28 (2 passagens, já com taxa de IOF do cartão)

Não tivemos nenhum problema com as reservas que fizemos pelo Booking, Expedia, e os vôos da Air Asia e Thai Lion Air. Muito confiáveis e não temos do que reclamar – com exceção do episódio no PP Charlie, a viagem foi perfeita e foi inevitável nos apaixonarmos pela Tailândia…

 

Anúncios

5 comentários

  1. Olá! Esta será minha primeira viagem internacional. Tenho receio de ir com uma viagem inteiramente planejada (hotéis, passagens entre ilhas, etc.) e por algum motivo perder horários de vôo, perder diárias, esse tipo de coisas. Corre-se risco de não encontrar hotéis bons e baratos, bem como passagens aéreas, caso eu não reserve antes? Pretendo ir em lua de mel em fevereiro. 7 dias seriam suficientes?

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Jhonathan!
      Acabei de voltar da Ásia de novo e aconteceu exatamente o que você falou…perdi um voo que comprei com antecedência e tive que me virar pra conseguir ir pra Malásia. Fevereiro é alta temporada na Tailândia, então você corre o risco sim de não conseguir hotéis bons e baratos. Os vôos internos você vai depender muito das promoções que principalmente a Air Asia faz…mas é comprovado: comprar com antecedência é bem mais barato!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s