Bohol: uma feliz surpresa!

17/04/2017 – Bohol (Filipinas)

Chegamos em Bohol na hora do almoço. Desembarcamos na ilha de Panglao na praia, e um caminhãozinho levou a gente até o centrinho de White Beach, próximo do nosso hotel; caminhamos um tanto com o mochilão nas costas, e o sol tostando na cabeça – e se não fosse assim, não seria tão perfeito 😊

Fizemos o check-in e saímos para almoçar. Já era bem tarde, mas conseguimos encontrar um lugarzinho bem bacana para comer. Caminhamos um pouco pela praia…ela é bem ok, mas depois de El Nido e Coron, fica difícil de se impressionar.

Aproveitamos a piscina, apesar de a água estar bem quente, e mais tarde jantamos em um restaurante com música ao vivo na beira da praia.

 

18/04/2017 – Bohol (Filipinas)

Além de conhecer as praias, fomos até Bohol com um objetivo principal: os Tarsiers!!! Os pontos principais de Bohol ficam um pouco distantes da praia, o que super vale curtir uma viagem de moto nas estradinhas filipinas.

Alugamos uma moto bem cedo – 350 pesos por 24 horas (muito barato!). Rodamos 40 km até chegar na Mahogany Forest, e depois mais 5 minutos até o Santuário dos Tarsiers. Que criaturas mais impressionantes! Eles são muito pequenos e parecem viver em uma paz sem igual…foi uma experiência muito curiosa, mas ao mesmo tempo existem algumas controvérsias neste “santuário”…os Tarsiers são tão pequenos que é necessário sempre ter alguém indicando para os turistas onde eles estão, apesar de todo o local ser cercado. Como em todo lugar no mundo, tem muita gente sem noção que desrespeita a distância mínima e enfia a câmera na carinha desses seres tão impressionantes. Talvez por eles ficarem tão quietinhos e serem tão pequenos, não ficamos tão incomodados, mas confesso que odiamos atrações com animais – e evitamos elas sempre.

Saindo de lá seguimos por mais uns 15 km até Chocolate Hills. Se prepare para subir alguns vários degraus, mas que a vista compensa infinito.

Na volta, almoçamos no restaurante que fica na frente dos Tarsiers, e paramos para tirar algumas fotos na Mahogany Forest. A estrada é muito bonita, e só a viagem de moto já valeria a pena.

Quando chegamos em White Beach perto do final da tarde, mas acabamos não encontrando um lugar estratégico para ver o pôr-do-sol.

A noite fechamos o barco que nos levaria até Cebu no dia seguinte, e jantamos em um restaurante muito fofo chamado Guinit Bar – rústico, e pagamos 10 dólares em uma porção de frutos do mar fenomenal, que alimentaria umas 4 pessoas tranquilamente! Um dos melhores pratos de toda a viagem.

 

19/04/2017 – Bohol (Filipinas) > Cebu (Filipinas) > Cingapura

Fizemos o check-out bem cedo e devolvemos a motoca na rua onde ficam os triciclos. Na noite anterior combinamos com um motorista de nos levar até o porto, em Tagbilaran – pagamos 300 pesos. Foram 40 minutos, na mesma estradinha que nos levou até os Tarsiers.

O barco é simples, e tem 3 classes. Nós pagamos a classe intermediária: banco um pouco mais espaçoso e ar condicionado; foi 1:50 de viagem, e do porto em Cebu pegamos um taxi até o aeroporto. Como eu mencionei antes, em todo aeroporto e porto você paga uma taxa antes do embarque. O embarque para Cingapura nos custou 750 pesos por pessoa – bem cara!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s