Hakone, cidade base para o Monte Fuji

29/05/2018 – Osaka > Hakone

Nosso último dia em Osaka, fizemos o check-out às 10:00am e seguimos direto para o metrô. Depois de algumas baldeações nós chegamos na Shin-Osaka, onde pegaríamos o Shinkansen às 12:16pm. Reservamos os assentos, e fomos almoçar em um restaurante na estação.

A viagem demorou mais ou menos 2 horas e 30 minutos para chegar em Odawara, e lá passamos um tempo tentando interpretar o mapa para comprar os tickets do metrô local. Se não fôssemos perguntar na cabine de ajuda, a gente ia demorar muito para chegar em Hakone; inclusive descobrimos que existe um free-pass que te dá acesso ilimitado a vários meios de transporte por 1 ou mais dias.

Embarcamos em um metrô mais antigo, que nos levou até um trem que vai até Hakone. De lá, subimos 3 estações em um cable car, e em uma caminhada de 2 minutos, chegamos!

Nosso destino era um ryokan: hotel estilo casa japonesa, onde você usa quimono, dorme no tatame e faz as refeições como uma típica família japonesa.

Logo de cara fomos recebidos com uma fonte de chocolate, e pegamos nossos quimonos assim que terminamos o check-in. O quarto era muito bacana, o jantar era diferente e gostoso, e ficamos na cadeira de massagem até o horário de usarmos o onsen particular. Dividimos o tempo por casal, porque o onsen é uma banheira de água super quente, onde você entra pelado! Tinha também um onsen público no hotel, onde você divide a piscina com os demais hóspedes, mas nesse, só os Felipes entraram.

 

30/05/2018 – Hakone > Tóquio

Acordamos às 07:30am para aproveitar o dia em Hakone. Nosso café-da-manhã estava incluído na diária do ryokan, então aproveitamos para experimentar outras comidas diferentes; mas o jantar foi melhor. Já fizemos o check-out e deixamos as malas guardadas lá, para não nos preocuparmos com o horário.

O tempo estava bem nublado, no entanto ainda não estava chovendo; então seguimos para o ropeway (bondinho) e o lago. Todo o trecho estava incluso no free-pass, exceto o barco. A última estação do cable car te leva até o ropeway (bondinho), então é bem simples de achar. O início do percurso estava interditado, então usamos o ônibus que eles mesmos disponibilizaram; em 5 minutos chegamos em uma estação bem grande, de onde fizemos o outro trecho de ropeway. Passamos por uma parte da montanha de onde era extraído enxofre, e saía bastante fumaça. Logo chegamos no ponto de apoio, onde tinha uma loja, banheiro, e uma vista bem legal do Monte Fuji. Dali saímos em outro ônibus, que nos levou até o porto, para fazermos o tour de barco no lago Ashi; a vista do Monte Fuji dali é muito legal, porém é muito difícil de dar sorte e pegar um dia limpo…nós fizemos o passeio em um dia nublado com pouca visibilidade. O tempo estava meio chuvoso, então não descemos em nenhuma das duas paradas no lago. Foi uma ótima decisão, pois retornamos ao ryokan para pegar as malas, e assim que chegamos no ponto para pegar o cable car, começou a chover.

Almoçamos no shinkansen que nos levou até Tóquio. Chegamos na estação Shikagawa, fomos para Shinjuku e de lá pegamos o metrô até a estação Okubo. O apartamento, que alugamos pelo Airbnb ficava a 10 minutos de caminhada dali.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s