O que eu vou comer na Tailândia?

Quem nesse mundo vê aquelas fotos das praias paradisíacas do Sudeste Asiático e não pensa: “que pena que um lugar tão lindo desse fica tão longe”.

Viajar para a Ásia é desafiador! Ás vezes parece tão inacessível, que muita gente deixa de fora do roteiro de “próximas viagens”. Particularmente falando da Tailândia, existem inúmeros motivos que impedem as pessoas de se planejar para chegar até lá – aqui estão alguns deles:

  • Não existe vôo direto do Brasil para Bangcoc;
  • São mais de 14hs de viagem no primeiro percurso, e depois mais 6hs no mínimo até o destino final;
  • A cultura é muito diferente – como se vestir, se comportar, negociar, pedir e até mesmo evitar golpes;
  • O idioma é tão diferente, que ás vezes precisa apelar para a mímica;
  • O transporte público é bem precário, não existe uma estrutura de trem e metrô como na Europa e nos EUA;
  • Como fazer um roteiro sem fechar nenhum tour e ás vezes até hotel antes de ir?

Ok, isso a gente acaba superando só de observar os outros, pesquisar na internet ou tomar um Dramin no avião. Mas…o que as pessoas comem do outro lado do mundo?

Esta é a pergunta que as pessoas mais fazem pra gente. E antes de embarcar para essa viagem (que foi uma das melhores das nossas vidas), também tínhamos muito receio do que iríamos encontrar. Antes de começarmos o tour gastronômico pelas nossas experiências já respondo de antemão: não, eles não comem insetos, aranhas, e demais coisas estranhas. Você vai encontrar bastante opção na rua para comer este tipo de “iguaria”, mas os tailandeses não têm o costume de comer este tipo de comida – um item que dá para incluir na lista de coisas para turista ver.

Na Tailândia é possível encontrar todo tipo de comida: fast-food, vegetariana, apimentada, carregada no tempero, e também comidas muito similares ao que comemos no Brasil. Em todo lugar tem frango, arroz branco, legumes e salada. É muito comum encontrar pratos de carne de porco e frutos do mar com preços bem menores quando comparados à carne vermelha.

Basicamente você pode:

  1. Comer na rua: higiene duvidosa (a velha mesma mão que pega o dinheiro e a comida), um calor sem tamanho, mas é a forma mais barata de comer. Eu e o Felipe comemos dois pad-thai com spring roll por 120 bahts – aproximadamente R$ 12.
  2. Comer em restaurantes simples: higiene duvidosa (muitas vezes você come dentro do restaurante, mas a cozinha fica na rua), alguns lugares têm ar condicionado e outros não, e o custo é médio; almoçamos nós dois nesta opção por 240 bahts – aproximadamente R$ 24.
  3. Comer em restaurantes mais rebuscados: mais higiênico (nada garante que a cozinha não fique na rua também), sempre tem ar condicionado, mas o custo é bem alto (não jantamos em restaurantes assim, mas o cardápio dava a letra; um prato chegava a custar 450 bahts – aproximadamente R$ 45.

Comer na rua é sensacional! No meio de todo aquele movimento, observando as pessoas na rua e sem tirar o mérito da comida, porque é muito boa.

A idéia é sempre que pedir um prato, você avisar que quer sem pimenta. Eu pedi um prato em Bangcoc sem pimenta, e estava ótimo. O Felipe pediu com pimenta – e quase não conseguiu almoçar. Assim como quem não gosta de tempero, tem sempre a opção de pedir um arroz branco, alguma carne só grelhada.

 

Alguns dias eu apelava para um hamburguer, mas sempre em algum restaurante de lá – não entramos em nenhum Mc Donald´s, arriscamos um Burguer King mas desistimos na hora. O que eu indico? Experimente! Se você for como eu (que não suporta pimenta), já avise suas restrições logo de cara – dificilmente vão deixar de te atender da forma como você pediu.

Nós elegemos nossos pratos preferidos, que estavam praticamente em todos os cardápios e são bem típicos de lá: pad-thai, fried noodles e fried rice.

E também encontramos comidas “ocidentalizadas”, que eram tão boas quanto as comida locais; e um sorvete que é feito na hora.

Os frutos do mar você também tem a opção de escolher (eles ficam expostos na frente do restaurante), e eles grelham na hora. Tem até self-service de sushi.

 

Experimentamos muita coisa, e não tivemos problema nenhum de intoxicação alimentar. Em todos os lugares tem de tudo – tem tanta coisa, que fica difícil de escolher.

E aí…comida na Tailândia ainda é um receio?

Anúncios

2 comentários

  1. Nada melhor que o arroz com coco e manga, salada de mamão verde, soap de coco entre outros. McDonald tem comida local. Comi um arroz muito bom……..os restaurantes a beira da praia são bons apesar de aparentar sujos……..

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s