O último dia do mochilão, em Luang Prabang

06/04/2016 – Quarta-feira

Acordei cedo para chegar no Wat Xieng Thong (o principal templo de Luang Prabang) antes da multidão de turistas. E deu certo! Apesar de que ir cedo demais também é arriscado – pois as pessoas que ficam para a Ronda das Almas (doação de comida aos monges) acabam emendando a visita ao templo –  das 7 às 9 horas da manhã o templo ficou bem vazio. Meu hotel ficava um pouco longe, então caminhei 1,1 km na beira do rio Mekong até o destino final.

É preciso pagar para entrar (20.000 kips ~ USD 2,50). O templo é bem bonito, tem o Buda nas 3 posições: deitado, sentado e em pé; também tem muitos detalhes que rendem belas fotos, e o melhor, sem um monte de gente te atrapalhando!

Saí de lá e voltei caminhando pela cidade. Várias vielas cheias de templos e construções lindas, bem ao estilo europeu – colonização francesa né?!

Arrumei minha mala, fiz o check-out e fui almoçar no The Coconut Restaurant. Pra variar, esqueci de pedir sem pimenta, e acabei no maior suadouro. Pimenta + 40 graus de temperatura = não combinam.

Voltei para o hotel para esperar o tuk tuk, e por fim me despedir do Laos; o último país do meu mochilão.

Apesar do meu vôo ter atrasado bastante, eu ainda tinha algumas horas em Bangcoc (cheguei lá por volta das 18hs do dia 06 e meu vôo era às 02h50 do dia 07). Estava na dúvida se deveria ir até a Khao San Road ou ao MBK – que dúvida cruel: fazer mais uma tatuagem de bambu ou fazer compras? Optei pelo MBK, devido à facilidade de me locomover (todo o trajeto de metrô) e o ar condicionado (o calor de Bangcoc é de judiar).

Na minha chegada do Brasil, fiz o trajeto do aeroporto BKK para o DMK de Shuttle bus – basta mostrar a reserva/passagem, que a viagem é de graça. O inverso também acontece, porém como eu tinha algumas horas em Bangcoc, peguei o ônibus que sai do DMK (THB 30) e deixa as pessoas na estação de metrô Mo Chit. O MBK fica na estação National Stadium; dali nem precisei descer as escadas, existe uma rampa que dá acesso direto ao shopping:

Mo Chit > Phaya Thai (THB 42)

Phaya Thai > National Stadium (THB 15)

Fiz minhas compras e como as malas estavam muito pesadas, jantei por ali mesmo.

Comecei a viagem até o aeroporto BKK; peguei a linha BTS (o ponto final dela é o aeroporto de Suvarnabhumi, o BKK):

National Stadium > Siam (THB 15)

Siam > Phaya Thai (THB 22)

Phaya Thai > Suvarnabhumi (THB 45)

Foi muito tranquilo – depois de todo esse corre, foi só despachar uma das malas, e esperar a hora do embarque. Mais uma triste despedida da Ásia…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s