Os templos de Bangcoc e o Floating Market

20 de Outubro de 2015 – Terça-feira

Resumindo: o dia que mais andamos nas nossas vidas.

Acordamos bem cedo para o café-da-manhã, e como bons desbravadores que somos, saímos do hotel para conhecer o Wat Pho e o Grand Palace a pé. Contando ida e volta (e tirando as andanças dentro dos templos), caminhamos cerca de 5km. Fazia bastante calor, mas o tempo nublado estava perfeito para o percurso.

Logo na entrada já ficam alguns guardas de olho na roupa das pessoas. Você precisa estar vestido de acordo com as regras: só entra quem estiver de calça, camiseta com manga, e no caso das mulheres sempre com os ombros cobertos. Com aquele calor, fica quase impossível se vestir assim (principalmente para quem já andou 2,5 km a pé!); neste caso, leve um casaquinho ou uma canga de cores neutras, pois desta forma você entra tranquilamente. Xi, esqueci de levar o casaco e/ou ir de calça. Calma! Lá eles oferecem roupas para aluguel – você deixa 100 bahts e pega a roupa; na volta quando devolver, pega seu dinheiro de volta.

Vestidos de acordo, passamos pela revista de bolsas e malas – eles colocam uma fitinha de marcação; sem ela você não entra. Em seguida, você paga 500 bahts (50 reais) no ingresso. Antes de entrarmos, nos deparamos com a troca de guarda (ou algo parecido) – o que foi suficiente para juntar uma multidão para tirar fotos.

020.003
Troca da guarda – Grand Palace

O complexo do Grand Palace é lindo! Os templos são cheios de detalhes e enormes; em alguns deles não pode tirar foto da parte de dentro, e até acho que nenhuma foto consegue transparecer a grandiosidade deles.

Saindo do complexo do Grand Palace, seguimos para o quarteirão do lado, onde fica o Wat Pho. A entrada é menos burocrática, o ingresso custa 100 bahts e você ainda tem direito a uma garrafinha de água. Aquele Buda Reclinado é incrível. Ele tem 46 metros e foi um desafio enquadrá-lo inteiro em uma foto. Os pés, cheios de detalhes, estavam em manutenção – facilitou para a foto! Durante a visita começou a chover, mas em meia hora parou. A idéia era sair de lá e conhecer o Wat Arun – que fica do outro lado do rio. Ele estava coberto de andaimes porque estava em manutenção, então desistimos de atravessar de barco.

De volta à Rua Rambuttri, almoçamos um peixe no Green House. Estava ótimo.

Para o dia seguinte, compramos o day tour no Floating Market – e resumindo, não compensa! Antigamente eles realmente usavam o rio para montar o mercado, mas hoje em dia é aquele tour “para turista ver”. O rio é sujo, os souvenirs caros, e não tem nada demais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s