A antiga capital Ayutthaya

05 de Outubro de 2015 – Segunda-feira

Existem 2 opções de ir para Ayutthaya: de trem sem contratar nenhum tour, ou de van através de alguma agência. Li muitos relatos onde as pessoas foram de trem sem agência (que é bem mais barato por sinal), e fizeram o tour de bike. Eu sinceramente sempre opto pela praticidade; e chegando lá percebi que o tour de bike não era para mim. O percurso é meio longo e fazia muito calor.

O combinado era estarmos na frente da agência às 7hs da manhã para esperar a van. Como não tínhamos fechado o hotel com café-da-manhã, tomamos café no 7 Eleven que tem bem na esquina da rua do hotel e ficamos alguns minutos lá, junto com algumas outras pessoas que iam para outros tours. Os motoristas passavam, chamavam pelo nome do passeio e se nosso nome estivesse no papel na mão dele, era com ele que seguiríamos viagem. Saímos era quase 7h30, e a van ainda passou para pegar mais gente em outros hotéis/hostels.

Depois de 1 hora de viagem chegamos na antiga capital da Tailândia. O guia que nos acompanharia já estava lá; e olha, não sei se todos os guias são assim ou se demos azar, mas eu não entendia uma palavra do que ele falava. Logo de início, ele começou com a explicação e por maior esforço que eu fizesse, não conseguia entender nenhuma palavra. O Felipe ainda conseguiu entender parte da histórica, mas eu desisti e foquei mais em observar tanto detalhe.

Ao todo foram 5 paradas em pontos de visitação, e o tour é bem legal. Não deixe de incluir no seu planejamento este tour. Voltamos no final da tarde para Bangcoc (chegamos por volta das 17hs), tomamos um banho, e a noite fomos para Siam conhecer os shoppings.

O Siam Center e o Siam Paragon são muito bonitos, mas para pessoas que querem fazer compras em lojas de marca. O preço é até razoável, mas não ficamos muitos tempo por lá. Em seguida fomos para o MBK – este shopping tem 7 andares, e cada um deles é focado em algum tipo de produto (sapato, roupa, souvenir, etc). Ao invés de lojas, são barraquinhas e os preços dos souvenirs são ótimos! Como estávamos no início da viagem, não compramos nada – já que tínhamos limite de peso de bagagem nos vôos internos.

No último andar do MBK tem vários restaurantes, então resolvemos jantar antes de ir embora. Encontramos um restaurante japonês, e parecia ser rodízio. Na nossa cabeça (de brasileiros), o cardápio dizia que o rodízio de sushi era de 80 bahts. Convertendo para reais (R$ 8,00) já dava para desconfiar, mas a gente nem se ligou. Quando chegou a conta: 650 bahts! O preço era por prato (cada prato servia 4 sushis). Logo de início já sofremos um pouco com o problema de comunicação; tanto da nossa parte quanto da deles. E este foi um primeiro grande aprendizado: pergunte quantas vezes for necessário até as informações ficarem claras para todos.

Saímos do MBK e pegamos um taxi de volta para o hotel.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s